07/02/2017

sabe quando você perde o controle de tudo na sua vida?

quando aquela mensagem perguntando se você está bem não chega;
quando você precisa trancar a faculdade por causa do pânico que a sala te causa;
quando se vê demitida do único emprego que tinha;
quando se vê chorando no canto do banheiro, com a água do chuveiro tentando lavar sua dor;
sabe?

quando mais nova eu me gabava sobre como não sentia saudade.
mas é claro
nunca havia amado.
hoje sei como dói, como sufoca

que os deuses perdoem o caos que minha alma se transformou
que perdoem o tormento que agora vive em mim
divide a cela comigo
e temos, juntos, demônios como carcereiros

óh, mãe
sabes que dói? sabes que sinto vontade de desistir?

o suicida é egoísta
mas quando os homens que você ama estão vivendo suas vidas longe de ti, longe de suas vistas, cada um com sua mulher e família, cada um com o controle de sua alma
não há ser que não se torne egoísta o suficiente para querer roubá-los de volta para si.


eu não sei lidar com o amor

03/02/2017

ele não te ama

e você sabe disso
ele é um bom amigo e faz o possível pra te ver bem
mas não te ama
não vai se casar com você
não vai te dar filhos
vocês não terão uma casinha de madeira no meio da floresta.

ele não te ama
ele não pode te amar

chora, faz parte
você vai ter o coração partido inúmeras vezes mais

"você encarnou para amar, se casar, ter filhos"

foi o que disseram
mas talvez eles estejam errados
você não sabe amar
você não será amada
você não pode ter isso

mas você o ama
se apegou muito
não devia ter permitido isso
seu peito dói e se sente sufocada, certo?
é assim mesmo
você não se importa e não ser correspondida
mas sabe
não há nada mais solitário que amar e não ser correspondido

21/01/2017

ontem, tentei me matar.
alguns vários comprimidos de calmante e...
vomitei
não foi como eu esperava
sempre fantasiei uma morte calma e serena
mas me senti mal
meus pais me ouviram e em alguns minutos eu estava no hospital
não fizeram lavagem
mas fui medicada
e voltei para casa.

nunca me senti mais deprimida
não gosto mais de ficar sozinha
me sinto angustiada e não sei bem, mas não me arrependo.

o que me preocupa é que a cada tentativa, chego mais perto do exito.
no começo, tomei dois comprimidos
um tempo atrás, pensei que com seis calmantes eu morreria
e ontem, os quinze me fizeram mal
mas não morri.

não tive medo da morte
não tive medo de ir

hoje pensei que talvez um coquetel
talvez com um vinho
talvez
talvez eu me fosse.

maldito seja este ano. maldito seja o karma que acumulei
que os deuses perdoem minhas falhas
não suporto a falta do amar

16/01/2017

estou entre o café e os antidepressivos

adiar a chegada da segunda e suportar a dor que insiste em me corroer
ou dormir ignorando todo o resto e orando para não acordar amanhã

peço perdão, minha mãe
talvez eu não seja tão forte assim


creio que os remédios estejam fazendo efeito
não choro mais tão facilmente
não brigo com a mesma energia
não tento me matar dia após dia
nem me deito orando para nunca mais acordar

mas as vozes continuam aqui
dentro de minha mente
vez ou outra elas desaparecem
mas sempre retornam

o medo do abandono continua aqui
e eu, continuo tentando não perder mais ninguém
mas
continuo falhando
não consigo me acostumar com as partidas
elas sempre me doem de mais

a cada dia que passa
é como se todos estivesse escorrendo pelas minhas mãos
como areia sendo levada pelo vento
não posso segurar
não consigo segurar
me isolo
em meio a raiva e toda a dor da perda
expulso o restante

"está na sua hora! vá! pois não quero sentir isso novamente, não quando eu estiver curada, a dor cicatrizada, não. Se vão, vão todos agora, deixem um buraco só, me deixe sentir a dor de uma só vez. tenham piedade. não me torturem mais."


não quero que amanheça o dia
não quero ter que ir trabalhar
não quero acordar amanhã

meu corpo dói. cada átomo do meu corpo vibra pela sua falta
o amor que foi cortado
meu anjo
perdido

a psicose de sua criação e toda a energia dedicada a ela
todos os sonhos em que jurei ter te encontrado
dói em ti? minha dor dói em ti?

há dias em que fico deprimida
sabe, sempre fui 8 ou 80
mais 80 do que 8 na verdade
um exagero em tudo
no amor inclusive

a guerra deixou sequelas
não posso te ter
mas gostaria

sabe o que me acalma e me dá esperanças?
por mais utópico que possa ser, pensar que em algum lugar nessa vasta galáxia, poderemos nos encontrar
algum lugar
seremos dois mas seremos um
nossas almas dançando na serena eternidade
a calmaria após milênios de guerras, partidas, suicídios

queria morrer
só pra te encontrar
eu quis destruir minha alma
as armas do silencio
não seria difícil encontrar
elas cuidariam do recado
eu partiria
em uma súbita decisão egoica
pedindo perdão a ti
jurando nunca mais voltando

desistindo de toda minha existência
chorando e implorando perdão
partida
o fim

09/01/2017

partida

você é o contato favorito no facebook
praticamente a única pessoa com a qual eu conversava por lá
era melhor pra você, lembra?
hoje estou trabalhando pela manhã
é minha semana na recepção do comandante
lembra como ficávamos conversando a manhã toda?
eu gostava disso
comecei a usar o tal do skype contigo
é o único contato lá também

as vezes tinha vontade de te bater
você me passava muita raiva

é que você passou por todas as "fases"
poucas pessoas passam por todas
quando me afastei de ti, você veio a mim
quando tentei me matar...
você ameaçou me matar se eu tentasse novamente
você foi mestre
me ensinou algumas baboseiras
brigou comigo
fizemos as pazes
demos uma volta pelo mundo!
voamos por aí
você se lembra?
eu só me lembro de você contando tudo no dia seguinte
eram belos sonhos

quinta passada eu cheguei de viagem
estava louca para te contar tudo que aconteceu.
antes do natal você havia dito pra eu não sumir
mas a internet acabou no ano novo. tem mandei sms
sei que você leu
você sempre lia
mas diferente das outras vezes...
você não entrou no skype
não mandou oi no whatsapp
muito menos respondeu no facebook.
achei estranho, mas preferi não te sufocar.
estamos de férias não é?
me forcei a afastar os pensamentos de que talvez eu tenha feito algo de errado
eu fiz?
você me conhece
sou meio louca
e insuportavelmente chata
chatonilda
queria saber o que aconteceu.
mandei mais mensagens
implorei por alguma resposta
meu coração doeu
não queria ter que deixar outra pessoa partir
porra!
tive que aceitar a partida de meu anjo não tem um mês e agora você?!

maldito seja o livre arbítrio!
maldito seja o ciume e a possessão
maldito seja

você não me respondeu
sabia o que havia acontecido
mas preciso de pontos finais
estava magoada
não vou mentir, ainda estou.
mas entendo
as vezes fazemos o que precisamos e não o que queremos, certo?
espero que tenha sido isso
espero que tenha sido preciso.

toda vez que abro o facebook, vejo sua foto ali no cantinho da tela
teu nome, vejo que está online
mas não podemos nos falar.
aconteceram tantas coisas em duas semanas!

mas não posso dizer

não posso dizer que decidi não ir para os estados unidos
não posso dizer que talvez minha amiga esteja grávida
não posso dizer que me apaixonei novamente
não posso dizer que passei duas semanas brincando com meus primos
e como amei isso
eu os ensinei a nadar! fiquei feliz quando os vi sem as boias nadando na piscina...
não posso dizer que fiquei frustrada por não ter ido caminhar na praia todas as madrugadas
fui apenas um dia e o nascer do sol foi maravilhoso. sabe como amo o sol e vê-lo junto ao mar...
bem, você deve saber
não posso dizer que engordei horrores e que fiquei tanto na piscina que meu cabelo desbotou!
não posso dizer que brinquei de luta com meu priminho de três anos
Eque arrastei ele pelo gramado até não termos mais foras para brincar
não posso dizer que decidi ir morar no sul e que meu pai me apoiou!
não posso dizer que essa decisão durou apenas algumas horas e que ela foi o motivo de uma briga com meus tios
não posso dizer que vou voltar pra faculdade, que estou com medo e que não quero falhar novamente
não posso dizer tantas outras coisas
não posso dizer
para ti
para o mundo
como dói não poder te dizer nada disso
nada do que houve
dos pesadelos, dos remédios que parei de tomar, da cerveja que comprei, do cara lindo que passou, dos meus medos, das minhas poucas conquistas...
não posso dizer nada
tudo que posso fazer é aceitar, me forçar a aceitar mais uma perda
e você sabe como odeio perdas, partidas, despedidas.
odiei perder meu anjo, mesmo sabendo que vou reencontra-lo
odiei perder você, que tanto me ajudou

posso escrever dias a fio que nenhum texto vai mostrar toda a dor que sinto por saber que também não posso te entregar as moedas antigas que lhe comprei, que não vou poder te chamar desesperada quando algo der errado na minha vida

isso não é justo
essa dor que sinto não é justa
essa maldita decisão não é justa
você voltou a ser apenas uma memória dolorosa
e me desculpe
ainda o amo e por ti senti o amor mais doce de toda minha vida
um amor que não consigo descrever
nunca pensei que perder um amigo doeria tanto
mas nunca pensei que iria te perder

você se foi e vou por uma pedra em cima de todas estas memórias.
me permitirei chorar no trabalho por ti
me permitirei sofrer por ti e pela sua partida
mas quando as lágrimas secarem
não volte
pois não permitirei sua entrada

eu te amo, mas não o quero de volta.